NOVO BANCO lança nova campanha de Crédito Habitação

O NOVO BANCO acaba de lançar uma nova campanha de Crédito Habitação. Esta campanha diferencia-se porque tem na sua génese o território natural do banco: o da qualidade e rapidez de serviço, aliadas a uma oferta ampla e diversificada.

A produção de Crédito Habitação no NOVO BANCO tem aumentado fortemente, nos últimos meses, acima da própria evolução do mercado e este crescimento deve-se sobretudo à capacidade do banco em prestar um serviço de excelência, algo que é comprovado pelos números dos inquéritos internos pós-experiência, que dizem que mais de 90% dos clientes que fizeram Crédito Habitação no NOVO BANCO ficaram satisfeitos ou muito satisfeitos com os vários aspetos do serviço.

Conceito da Campanha:

Da mesma forma que qualquer pessoa, antes de comprar casa nova, visita o andar modelo, o conceito da campanha desafia o cliente a visitar o Crédito Modelo do NOVO BANCO, até porque “tão importante como ver a casa é ver o crédito”.

E quando visita o Crédito Modelo do NOVO BANCO, o que é que o cliente vai encontrar? Vai encontrar um atendimento de excelência, com resposta ao pedido de crédito em 24h e vai encontrar um conjunto amplo de soluções, sejam de taxa fixa ou variável, com a possibilidade de alargar o montante de financiamento, baixando em simultâneo o spread.

É assim que nasce o conceito criativo da campanha: Visite o Crédito Modelo do NOVO BANCO – porque tão importante como ver a casa é ver o crédito.

A campanha foi desenvolvida pela BBDO e estará presente em rádio, digital, agências e site.

 

Docapesca iniciou as obras na doca de Faro

A Docapesca, no âmbito das competências nas infraestruturas portuárias sob sua jurisdição, iniciou na data prevista, segunda-feira, 22 de maio, as obras na Doca de Faro com a montagem do estaleiro e proteção do jardim, assegurando desta forma a maior rapidez e eficácia na intervenção.

Ontem, dia 24, teve início a remoção manual da calçada, processo necessário ao seu reaproveitamento e à preservação das infraestruturas elétricas e de água existentes no local, garantindo assim a total segurança na zona envolvente.

 

DIA DA CRIANÇA com maratona de cinema no canal HOLLYWOOD

No Dia da Criança o Canal Hollywood sugere que escolha um dos nove filmes disponíveis entre as 08h10 e as 21h30 e embarque numa aventura cinematográfica inesquecível rodeado de toda a família, com doses reforçadas de humor, magia e verdadeiro entretenimento.

Esta maratona de filmes para toda a família começa às 08h10 com uma viagem a bordo do tapete voador de “Aladdin”, um dos grandes clássicos da Disney, dirigido e produzido por Ron Clements e John Musker, com a voz do ator Robin Williams na dobragem do “Génio”.

As façanhas do jovem “Hércules” dotado de força sobre-humana chegam ao canal pelas 09h40, garantindo aos espectadores uma das mais divertidas e imaginativas aventuras musicais de sempre.

Às 11h10 o Canal Hollywood sugere “Dois Irmãos”, um filme de Jean-Jacques Annaud (“Sete Anos no Tibete”), gravado com animais reais, que retrata a história de dois tigres irmãos, Kumal e Sangha, que são separados quando pequenos, acabando por se reunir anos depois por inimigos que os forçam a lutar um contra o outro.

A animação da Walt Disney Animation Studios, “Força Ralph”, chega às 13h00 para contar a história de um mau do mundo dos videojogos, que está cansado de ser o vilão e que quer passar a ser o bom da fita, nomeado para um Óscar e um Globo de Ouro por Melhor Filme de Animação, vencedor de um prémio PGA assim como cinco prémios Annie, incluindo o de Melhor Filme de Animação, Realizador, Elenco e Argumento.

“Gru – O Maldisposto” é um blockbuster da Universal Pictures e da Illumination Entertainment, que se tornou na 10ª animação mais rentável de sempre nos Estados Unidos em 2010 e descreve às 14h45 a vida de Gru, um super vilão que congela pessoas, fura filas, é desagradável e tem um sonho… cometer o crime do século, até que um dia encontra três pequenas orfãs que veem nele algo que ninguém mais viu: um potencial Pai.

Às 16h25 chega “Bolt”, um filme obrigatório para crianças e para toda a família, que retrata as façanhas de uma estrela canina de um show de sci-fi que acredita que os seus poderes são reais embarcando numa jornada de cross-country para salvar a sua co-estrela de uma ameaça, que ele acredita ser real.

Depois das trepidantes aventuras do cão mais simpático do cinema, o Canal Hollywood sugere pelas 18h05 um refrescante mergulho com a primeira longa-metragem da sensação submarina: “SpongeBob SquarePants”, um filme cómico passado no fundo dos mares, com Spongebob e o seu amigo estrela do mar a tentar encontrar a coroa roubada do rei Neptuno.

No início da noite, às 19h45 chega a estreia de “Hotel para Cães”, um paraíso para cães abandonados que se torna numa verdadeira atração para os canídeos da cidade e que aos poucos, vê o número de “hóspedes” aumentar de tal maneira que o seu latido alerta toda a gente.

Um dos mais famosos personagens de animação do mundo chega às 21h30 com “O Panda do Kung Fu”, um filme dos criadores de “Shrek” e “Madagáscar”, da Dreamworks Animation, com toneladas de ação kung fu, muitas gargalhadas e uma animação fantástica protagonizada pelo desengonçado Panda Po que decide deixar o trabalho no restaurante chinês da família para perseguir o sonho de se tornar Mestre de Kung Fu.

 

Atividade e resultados do grupo NOVO BANCO no 1º trimestre de 2017

Os resultados do Grupo NOVO BANCO, do 1º trimestre de 2017, refletem o esforço de consolidação operacional prosseguido desde o exercício de 2016, tendo o resultado líquido sido negativo em -130,9M€, o qual compara favoravelmente com o prejuízo de -249,4M€ registado em março de 2016.

O produto bancário comercial deduzido dos custos operativos situou-se em 59,6M€ representativo de um crescimento de 7,0% face ao valor do primeiro trimestre de 2016.

O produto bancário que se situou em 180,8M€ registou um decréscimo de 22,8% face ao período homólogo embora com o contributo positivo do comissionamento (+8,2%).

Os custos operativos situaram-se em 135,2M€, evidenciando uma redução de 20,0M€ (-12,9%) face ao período homólogo do ano anterior, confirmando a tendência de redução que se vem verificando desde a criação do NOVO BANCO.

O montante afeto a provisões, no valor de 137,4M€, representa uma redução de 210,8M€ em relação ao valor registado no primeiro trimestre de 2016 (-60,5%), o qual incluía 109,6M€ de provisões para reestruturação. As imparidades para crédito no valor de 119,3M€ comparam com 185,5M€ no trimestre homólogo (-35,7%).

O crédito a clientes registou, no primeiro trimestre de 2017, uma redução de 0,3mM€ em linha com o processo de desalavancagem ainda em curso.

Os depósitos de clientes totalizaram 25,2mM€, acima do valor apresentado no 1º trimestre de 2016 (25,1mM€).

O rácio de capital regulamentar Common Equity Tier 1 (CET1) estimado para 31 de março de 2017 fixou-se em 10,8% que compara com 12,0% em dezembro de 2016.

 

Valor do pescado nas lotas portuguesas aumenta 18% para 60 milhões de euros

O pescado comercializado nas lotas da Docapesca nos primeiros quatro meses de 2017 atingiu o valor de 60,5 milhões de euros, o que representa um aumento de 17,8% em comparação com o período homólogo do ano passado (51,4 milhões de euros).

Este crescimento deve-se ao aumento em 12,5% do preço médio, que subiu no primeiro quadrimestre do ano para 2,7 euros por quilo (mais 30 cêntimos) e também da maior quantidade de pescado, que passou de 21.398 toneladas para 22.398 toneladas (+4,7%).

Foi no Algarve que se registou o maior valor transacionado em lota entre janeiro e abril (15,2 milhões de euros), mais 25,3% face ao período homólogo de 2016, devido ao aumento do preço médio por quilo para 4,16 euros (+67,4%), já que em volume se assistiu a uma queda de 25,1% para 3.643 toneladas.

No entanto, o maior crescimento percentual ocorreu no Centro Norte – lotas de Aveiro a Figueira da Foz (40,9%), cujo valor de vendas passou de 6,6 milhões de euros para mais de 9,3 milhões.

Por lotas, foi na de Peniche que se registou o maior valor, quase 10 milhões de euros (+11,1%), seguida por Sesimbra com 7,6 milhões de euros (+5,3%), Aveiro com 4,6 milhões de euros (+11,1%), Figueira da Foz com 4,1 milhões (+151%) e Matosinhos com perto de 3,8 milhões de euros (+14,3%).

Em termos de volume, este foi mais expressivo no Centro Sul – distrito de Setúbal/Costa Alentejana, com 6.865 toneladas (+21,6%), mas aqui o preço médio por quilo caiu 11,9%. O maior crescimento percentual registou-se no Norte – Vila Praia de Âncora a Vila do Conde (22,7%).

A lota de Sesimbra foi a que mais quantidade transacionou, com 4.169 toneladas (+25,7%), seguida por Peniche com 3.244 toneladas (+10,1%), Aveiro com 2.394 toneladas (-1,2%), Figueira da Foz com 1.756 toneladas (+117,5%) e Matosinhos com 1.566 toneladas (-1,6%).

 

Docapesca promove aulas de culinária gratuitas no concelho de Sesimbra

A Semana Gastronómica do Peixe-Espada Preto realiza-se em Sesimbra de 27 de maio a 4 de junho. A Docapesca associa-se ao evento promovendo um showcooking no Continente de Sesimbra (dia 19, 11h00) e uma aula de culinária no mercado municipal da Quinta do Conde (20 de maio, 10h00).

Ambas as iniciativas são de acesso livre, mas a aula de 20 de maio, no mercado municipal da Quinta do Conde, implica inscrição prévia até ao dia 18 por telefone (212 288 714) ou mail (pescas.ruralidade@cm-sesimbra.pt).

O peixe-espada preto é uma das espécies mais importantes para a pesca local e uma referência na gastronomia do concelho de Sesimbra. Em 2016, o peixe-espada preto foi a espécie com o maior valor de vendas na lota de Sesimbra, com cerca de 7,1 milhões de euros, representando 30% do total de vendas, tendo sido transacionadas 2.447 toneladas.

A Semana Gastronómica do Peixe-Espada Preto é organizada pela Câmara Municipal de Sesimbra, Junta de Freguesia de Santiago, ArtesanalPesca, Docapesca e Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, para promover a espécie e destacar o papel da pesca como fator de grande relevância social e económica na comunidade sesimbrense.

 

Obras do portinho de Angeiras arrancam com um investimento de 4,2 milhões de euros

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou hoje um investimento de 4,2 milhões de euros em obras no portinho de Angeiras, Matosinhos, compreendendo a construção de um molhe de abrigo, assim como o aprofundamento do canal de acesso e a requalificação do posto de controlo e registo do pescado.

O molhe de abrigo da zona piscatória terá 448 metros de comprimento e um farolim na sua cabeça, representando um investimento de 3,73 milhões de euros a realizar até ao final de 2018.

Este conjunto de investimentos envolve ainda dois projetos da Docapesca no montante de 480 mil euros: o aprofundamento do canal de acesso à zona piscatória e a requalificação do posto de controlo de pescado.

O canal de acesso terá 50 metros de largura e implica a dragagem de 4.930 metros cúbicos de coberto arenoso e o quebramento de picos rochosos, a concluir em 90 dias.

A reabilitação do posto de controlo e registo de pescado, a concluir em 115 dias, compreende o reforço estrutural do edifício, substituição da cobertura requalificação dos vãos das fachadas, novos revestimentos interiores e instalação de equipamentos de higienização, produção e armazenamento de gelo, acondicionamento e pesagem de pescado.

 

Fundação MAPFRE ensina boas práticas rodoviárias a crianças

A Fundação MAPFRE vai percorrer três cidades do país com a Caravana de Educação Rodoviária, um roadshow que chegou ontem ao Barreiro e visa promover o conhecimento e o respeito pela sinalização rodoviária, junto de crianças entre os 8 e os 10 anos.

O roadshow, que permanecerá no Barreiro até dia 5 de maio, no Parque da Cidade integra um camião que funciona como sala de aula, onde se explicam conceitos básicos de circulação, um parque de jogos e um circuito de karts com 1.000 m2, composto por insufláveis, rotundas e sinalização onde as crianças poderão praticar os conhecimentos adquiridos.

De seguida, a iniciativa seguirá para Rio Maior, onde estará entre 8 e 12 de maio, terminando a 20 de maio na cidade do Porto.

O roadshow permanece cerca de uma semana em cada cidade e convida as escolas a participar em dinâmicas simultaneamente didáticas e divertidas, que pretendem incutir regras de segurança rodoviária junto de crianças entre os 8 e os 10 anos, tornando-os ainda porta-vozes das boas práticas junto dos pais e amigos.

Esta iniciativa tem decorrido todos os anos, desde 2009 (ano em que este projeto chegou a Portugal), tendo, desde então, visitado 36 cidades de todo o país e chegado a cerca de 30 mil crianças, bem como pais, professores e outros agentes educativos.

A Caravana da Educação Rodoviária é uma iniciativa integrada no programa anual para a prevenção e segurança rodoviária da Fundação MAPFRE, instituição que operacionaliza a estratégia de responsabilidade social do Grupo MAPFRE.

O roadshow conta com o apoio da PSP – Escola Segura, não só durante a ação de sensibilização sobre as regras e sinais de trânsito, bem como no circuito de karts onde as crianças são igualmente acompanhadas por monitores de educação rodoviária.

 

DOCAPESCA conclui reparação da eclusa do porto de Peniche

A Docapesca terminou as operações de reparação da eclusa do porto de pesca de Peniche, uma estrutura que garante a regularização dos níveis de água entre a bacia portuária e o fosso da muralha, permitindo a passagem de embarcações.

A Eclusa encontra-se agora em pleno funcionamento após a correção de um problema de projeto ao nível dos sensores de nível e que deu origem a várias avarias que impediam o cumprimento da sua função.

Apesar de a eclusa estar em pleno funcionamento, esporadicamente o fosso tem ser vazado por completo durante um ou dois dias, quando as marés forem mais favoráveis. Esta operação visa garantir a qualidade da água do fosso e evitar a deposição de lodos, evitando os consequentes problemas ambientais.

A eclusa está equipada com uma ponte levadiça que permite a circulação pedonal, através de um outro passadiço, entre o Cais das Gaivotas e o Forte de Cabanas.

 

Portugal exportou 32 milhões de euros de pescado para a América do Norte em 2016

As exportações portuguesas de pescado para a América do Norte estão a crescer significativamente de ano para ano. Só em 2016, as exportações para os mercados dos EUA e do Canadá representaram 32 milhões de euros.

Para reforçar a presença do pescado português nestes mercados e a sua promoção junto dos potenciais importadores, a Docapesca e várias empresas da Associação dos Comerciantes de Pescado (ACOPE) estiveram presentes na Seafood North America, a mais importante feira do setor, que se realizou em março, em Boston.

Com milhares de compradores, importadores, exportadores e profissionais da restauração e do retalho atentos ao melhor que o mar oferece, Portugal esteve em destaque apresentando no seu pavilhão uma vasta gama de produtos da pesca, desde os peixes frescos e congelados, até ao marisco e ao incontornável bacalhau. Os visitantes puderam ainda degustar o pescado português no showcooking dirigido pelo chef Luís Marques.

A presença na Seafood de Boston marcou a estreia do pescado português nos certames internacionais de 2017. A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e o secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, assinalaram a importância da iniciativa com a visita ao pavilhão nacional.

As negociações das quotas de pesca portuguesas para 2017, lideradas pela ministra do Mar, traduziram-se num aumento de 11% face ao ano passado. O País vai, assim, poder pescar este ano quase 121 mil toneladas, contribuindo para o crescimento das empresas e das exportações e para a melhoria da balança comercial na fileira do pescado.

A Docapesca gere as 22 lotas do continente. É delas que sai o pescado que “alimenta” as exportações nacionais. A sua presidente, Teresa Coelho, destacou a crescente valorização do pescado português. O preço médio em lota aumentou 17% de 2015 para 2016. As 104,4 mil toneladas vendidas no ano passado geraram um valor superior a 201 milhões de euros.