NOVO BANCO e Museu de Serralves lançam edição de 2017 do Prémio de Fotografia NOVO BANCO Revelação

O NOVO BANCO e o Museu de Serralves lançam a edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO Revelação, que distingue jovens criadores portugueses no campo da fotografia contemporânea. Esta iniciativa premeia anualmente um grande vencedor, e atribui uma bolsa de produção no valor de 15.000 euros para a concretização do projeto escolhido, sendo o tema do projeto livre.

Um júri internacional, de composição diferente em todas as edições, seleciona numa primeira fase quatro projetos de entre as candidaturas recebidas. Os nomes dos quatro criadores serão divulgados em maio e publicados num catálogo que, para além de imagens que os documentam, inclui entrevistas feitas aos artistas.

Numa segunda fase, o júri elege como grande vencedor do prémio um destes quatro projetos. O vencedor, que será anunciado em meados de julho, recebe uma bolsa de produção e tem a oportunidade única de apresentar o seu trabalho numa exposição individual no Museu de Serralves, a inaugurar em novembro próximo.

Serão admitidos a concurso projetos de criadores de nacionalidade portuguesa, ou estrangeiros a residir em Portugal, com idade limite de 30 anos (à data de fecho das candidaturas, 30 de abril de 2017).

Ao apostar com o Museu de Serralves numa iniciativa que promove o surgimento de novos criadores, o NOVO BANCO reforça a sua estratégia de mecenato cultural na área da fotografia e, simultaneamente, intervém na comunidade através de formas inovadoras de dinamização da arte, nomeadamente no contexto dos jovens artistas contemporâneos portugueses.

 

NOVO BANCO lança novo programa de Igualdade de Género

No âmbito da política de Responsabilidade Social Empresarial e de Sustentabilidade, que
o NOVO BANCO denomina de política de dividendo social, a Comissão Executiva acaba de
lançar um novo programa de Igualdade de Género (#NB Equal Gender), pretendendo
desta forma assumir um papel de referência neste domínio.
Os compromissos agora assumidos no âmbito da igualdade de género vêm ao encontro
dos objetivos estratégicos do NOVO BANCO, que passam pela adoção das melhores
práticas na área da gestão do capital humano, no domínio da motivação e no
desenvolvimento e retenção de talentos. Também neste domínio se lançou o Programa
de Work & Life, programa de conciliação vida pessoal e profissional.
Atualmente, o NOVO BANCO já atingiu a paridade de género no número total de
colaboradores, verificando-se até uma superioridade numérica de colaboradoras
mulheres na faixa etária até aos 45 anos. Todavia verifica-se que o género feminino
mantém-se sub-representado em funções de desempenho de nível superior, tais como
quadros diretivos e funções de chefia (gerentes, chefes de serviço…), essa subrepresentação
verifica-se por apenas 31,8% dos quadros diretivos serem mulheres e esse
número descer para 34% ao nível das direções de primeira linha. Refira-se que nas chefias
abaixo de 40 anos as mulheres já ocupam 55% dos lugares.
O programa de aceleração NB Equal Gender visa garantir um maior equilíbrio em linha
com a base de clientes, o talento disponível e um princípio de meritocracia global.
O Novo Banco espera a breve trecho anunciar uma Comissão Executiva com dois
elementos femininos, num total de 7 elementos, o que representa um peso de 28% e que
acontecerá pela primeira vez na banca portuguesa.
Mas o programa apresenta objetivos concretos. Ao nível dos Quadros Diretivos, o
objetivo é passar o peso do género sub-representado dos atuais 32% para 40% em 2020.
Ao nível de Coordenação de Departamentos, 9 em 39 são hoje mulheres (23,6%) sendo o
objetivo aumentar para 33% a representatividade este nível, até 2020.
Por outro lado, foi também assumido o compromisso de redução do gap salarial,
pretendendo-se anular progressivamente as diferenças salariais que ainda existem entre
géneros em funções desempenho e /ou comparáveis, sendo o objetivo para 2020 um gap
salarial sempre inferior a 5%.

 

BANCO FINANTIA AUMENTA LUCROS PARA € 30,7 MILHÕES

O Banco Finantia  registou um lucro líquido consolidado de €30,7 milhões em 2016, um aumento de 11% face aos € 27,6 milhões apurados no ano anterior.
O produto bancário, líquido de imparidades e provisões, subiu de €62,8 milhões em 2015 para €65,2 milhões em 2016. Os custos operacionais situaram-se em €22,6 milhões, colocando o rácio de eficiência (cost-to-income) em 28%, um dos melhores entre os bancos europeus.
Os depósitos de clientes aumentaram 9% face ao registado em 2015 (€679,6 milhões) para um total de €740,4 milhões, prosseguindo a estratégia de uma maior diversificação das fontes de financiamento.
Os ativos totais situaram-se em €1,8 mil milhões, um aumento de 2% face ao ano anterior, tendo o banco reforçado a sua solidez financeira: o rácio de capital (CET1) (Implementação Total) aumentou para 23,6% de 22,3% em 2015, um dos mais elevados do sector bancário na Europa.
O enfoque geográfico do Banco Finantia continua a ser Península Ibérica, América Latina e países da CEI (Comunidade de Estados Independentes). As suas principais unidades operacionais são um banco em Portugal, um banco em Espanha, broker dealers em Londres e Nova Iorque e escritórios em São Paulo e Malta.
Na atividade de Corporate & Investment Banking o Banco Finantia esteve durante 2016 envolvido em transações relevantes no mercado Português, destacando-se a aquisição da Tertir pelo Grupo Yildirim no maior investimento (cerca de €300 milhões) por uma empresa Turca em Portugal.
Na área de mercados de capitais o Banco realizou diversas operações de dívida de empresas alargando o número de emitentes de base nacional.

 

MAPFRE PATROCINA EQUIPA RENAULT DE FÓRMULA UM

A seguradora MAPFRE chegou a acordo com a Renault Sport Formula One Team para ser um dos patrocinadores oficiais da equipa durante a temporada de 2017.
Trata-se de uma experiência nova no mundo do automobilismo para a companhia seguradora que conta com uma ampla trajetória de patrocínios desportivos, como o do tenista Rafa Nadal ou o recente acordo de renovação como principal patrocinador de uma equipa participante da Volvo Ocean Race.
“Este acordo com o Grupo Renault traz a sinergia perfeita para embarcarmos numa aventura como é a Formula 1”, afirmou Ignacio Baeza, vice-presidente da MAPFRE. “A equipa tem grandes planos de crescimento para os próximos anos, o que reflete a nossa própria estratégia como companhia. Este patrocínio permite-nos aprofundar a promoção da marca e os valores da MAPFRE a nível mundial”.
A marca MAPFRE aparecerá nas asas dianteiras e nos aerofólios de ambos os veículos, bem como no uniforme e no capacete de um dos pilotos, o inglês Jolyon Palmer.
O novo carro da Renault para a temporada 2017 será apresentado ao público hoje, em Londres.

 

MAPFRE APRESENTA LUCROS SUPERIORES A 750 MILHÕES

Durante o ano de 2016, o lucro líquido da seguradora MAPFRE atingiu os 775 milhões de euros, o que representa um aumento de 9,4%, em relação ao ano anterior, graças ao bom comportamento dos três principais mercados: Espanha, Brasil e Estados Unidos e pelos excelentes resultados conquistados pela MAPFRE RE.
As receitas da MAPFRE alcançaram mais de 27 mil milhões e os prémios superaram os 22 mil milhões, representando um aumento de 2,2%.
Em 2016, o património líquido atingiu os 11 mil milhões de euros, um aumento de 10% em relação ao ano anterior, devido ao bom comportamento dos mercados e à evolução positiva das principais moedas (dólar e real). Por outro lado, os fundos próprios tiveram um aumento de 6,4%, alcançando 9 mil milhões e os activos totais subiram 7%, situando-se em mais de 67 mil milhões.
Segundo Antonio Huertas, presidente da MAPFRE, “2016 foi um ano muito positivo para a MAPFRE. A nossa estratégia, baseada no crescimento rentável, permitiu um aumento dos lucros de quase 10% e consolidar a nossa posição nos principais mercados”.
A Unidade de Seguros obteve prémios no valor de mais de 18 mil milhões, o que representa um aumento de 1,7% em relação a 2015, e o negócio MAPFRE Vida cresceu 18,1%, atingindo um volume de prémios de mais de 2 mil milhões, num ambiente caracterizado por baixas taxas de juro. O negócio de fundos de investimento teve um aumento de 30% (742 milhões de euros) atingindo mais de três mil milhões, enquanto o património dos fundos de pensões fixou-se em mais de 4500 milhões de euros.
Os prémios da Unidade de Resseguro aumentaram 13,5% durante o ano passado, superando os 4 mil milhões de euros, sendo que o resultado líquido deste negócio aumentou 22% chegando a 186 milhões de euros. A MAPFRE RE contribui com 17,1% dos prémios totais do Grupo.
Por sua vez, a Unidade de Riscos Globais registou um aumento nos prémios de 3,2% durante o exercício de 2016, alcançando mais de mil milhões.
A MAPFRE pagará aos seus acionistas 14,5 cêntimos por ação relativos aos resultados de 2016, 11,5% mais do que no ano anterior.

 

AMC ESTREIA RANSOM

Na próxima terça-feira, dia 21 de fevereiro, o AMC estreia Ransom, um drama criminal que conta com Frank Spotnitz (The X-Files, The Man in the High Castle), vencedor de um Emmy e de um Globo de Ouro, como produtor executivo e cuja história é inspirada na vida de Laurent Combaltert, que juntamente com o seu parceiro, Marwan Mery, formam a melhor equipa de negociadores do mundo.

Ao longo de 13 episódios, exibidos todas as terças-feiras, às 22h10, Ransom centra-se na figura de Eric Beaumont (Luke Roberts, de Game of Thrones, Black Sails, Wolf Hall, Taxi Brooklyn), um homem que compreende a linha de raciocínio dos criminosos e que, sem apelar para a violência, é capaz de manipular a mente do criminoso.

Este especialista em negociações viaja por diversos países na companhia da sua equipa, para ajudar multinacionais e órgãos governamentais a lidarem com situações complexas, muitas das quais envolvendo reféns.

A sua excelente performance profissional contrasta com o seu relacionamento com a família, amigos e colegas de trabalho, que nunca sabem se Eric está a ser genuíno ou a manipular as pessoas para conseguir o que deseja.

 

Canal Hollywood lidera pelo quarto ano consecutivo

No ano em que celebrou o seu 20º aniversário em Portugal, e pelo quarto ano consecutivo, o Canal Hollywood manteve em 2016, a liderança entre os canais de televisão temática em Portugal, registando um share médio de 2,9% no universo total de lares com cabo, de acordo com dados da MMW/Mediamonitor/GFK.

No que diz respeito aos canais dedicados à temática de cinema em Portugal, que representam 11,2% do share de audiência cabo médio, em 2016 o Canal Hollywood reteve 55% do total de espectadores, um registo muito acima do segundo classificado e que destaca a preferência do canal.

Em 2016, o Canal Hollywood, o primeiro canal de cinema lançado em Portugal, e líder do segmento desde a sua criação, atingiu ainda um novo recorde de audiências com a emissão do filme “Os Mercenários 2”, o filme mais visto das plataformas de televisão, com mais de 273 mil espectadores e um um share de 7,8%.

Além de “Os Mercenários 2”, no top five dos filmes mais vistos do ano encontra-se ainda “Golpe de Vingança”, “Conan, O Bárbaro”, “Os Mercenários” e “O Guardião”, comprovando que o género de ação continua a ser o preferido do público do Canal Hollywood.

 

Em noite de Óscares: canal Hollywood exibe filmes premiados

Nas horas que antecedem a 89ª edição dos Óscares e enquanto não são anunciados os novos vencedores, o Canal Hollywood sugere o especial “24 Horas de Óscares”, uma seleção de doze filmes premiados com a estatueta mais cobiçada do mundo, para ver no dia 26 de fevereiro, a partir das 06h45 de domingo.
Ao longo de 24 horas são no total doze filmes a desfilar na passadeira vermelha do Canal Hollywood, das mais diversas categorias e com uma característica em comum, todos levaram para casa o grande prémio da indústria cinematográfica mundial. A melhor caracterização, os melhores filmes de animação, a melhor realização e os melhores filmes, entre outros grandes prémios, estão presentes neste especial, com a grande estreia de “12 Anos Escravo” e as estreias de “Dança Comigo” e “Platoon – Os Bravos do Pelotão.

Fundação Mapfre investe 120 mil euros para premiar ações de responsabilidade social

Pelo nono ano consecutivo, a Fundação MAPFRE abre candidaturas para os Prémios 2016 da Fundação MAPFRE, uma iniciativa de âmbito mundial com o objetivo de premiar pessoas e instituições que desenvolvem ações em benefício da sociedade no âmbito científico, cultural e social.
O projeto atribui quatro prémios, no valor de 30 mil euros cada, integrando o “Prémio por toda uma Vida Profissional (José Manuel Martínez)” que reconhece uma personalidade com um percurso profissional exemplar ao serviço da sociedade; o “Prémio à Melhor Iniciativa de Promoção da Saúde”, destinado a reconhecer um contributo relevante na prevenção de riscos da saúde; o “Prémio à Melhor Iniciativa de Ação Social” que premeia iniciativas que melhoram a qualidade de vida dos mais desfavorecidos e o “Prémio à Melhor Iniciativa de Prevenção de Acidentes” que pretende reconhecer contributos relevantes na redução de acidentes (trânsito, domésticos, desportivos ou de lazer).
As candidaturas estão abertas até dia 1 de março, podendo ser feitas online (www.fundacionmapfre.org) ou por correio normal.
Desde 1985, a Fundação MAPFRE já concedeu milhares de bolsas, prémios e ajudas a profissionais de todo o mundo, tendo vindo a aumentar a sua atuação em Portugal, centrando-se no intercâmbio de conhecimentos técnicos e científicos entre profissionais espanhóis e portugueses.

 

Os aviões mais extraordinários estão no Odisseia

A aviação é uma das grandes evoluções tecnológicas da humanidade. O Odisseia reflete as décadas de ouro destas extraordinárias “máquinas voadoras” no especial “Aviões, à conquista do céu”, uma seleção de impressionantes documentários que acompanham, a partir de dia 1 de fevereiro, a evolução da engenharia das aeronaves mais impressionantes da história.

Dos lendários aos mais modernos, o especial “Aviões, à conquista do céu” mostra de segunda a sexta-feira, às 22h00, a evolução da aeronáutica desde os mega-aviões de Hitler, até ao A-350, o último Jumbo da Airbus.

Neste especial, os aviões que mudaram o mundo são protagonistas, o Blackbird na Guerra Fria, o Airbus 380, o maior avião comercial, capaz de transportar 850 passageiros, os mais modernos aviões de combate, como o Rafale, e os seus antecessores que lutaram em Pearl Harbor e noutras batalhas da Segunda Guerra Mundial, são algumas das “máquinas voadoras” retratadas.

“The Restorers: Aviões Lendários” é uma série documental de cinco episódios baseada e inspirada no filme homónimo vencedor de um Emmy, que assinala o arranque desta fascinante programação, que além de retratar os aviões mais curiosos, permite ainda ao espectador colocar-se na pele dos controladores aéreos, um dos trabalhos mais importantes e stressantes da nossa época.

A programação continua ainda com as séries documentais de três episódios “Aviões que mudaram o mundo” e “Aviões Extraordinários”, e com os documentários “Rafale: Avião TopSecret”, “AIRBUS 350: A Estrela dos Céus”, “O Mega-Avião de Hitler” e “Céu sob Controlo”.