Inspeção de turbinas eólicas com drones vence NOVO BANCO Concurso Nacional de Inovação

Um projeto para inspecionar as turbinas eólicas com drones é o grande vencedor da 12.ª
edição do NOVO BANCO Concurso Nacional de Inovação, que entre as 30 candidaturas
distinguiu ainda outros dois projetos. Esta solução inovadora é seis vezes mais rápida e até
oito vezes mais económica do que os métodos atuais.
Os prémios foram hoje entregues, no Espaço NOVO BANCO, numa cerimónia presidida por
António Ramalho, Presidente do Conselho de Administração do NOVO BANCO, que contou
ainda com a apresentação do case study por Susana Miranda Sargento, reconhecida com o
1º Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016.
O setor da energia eólica está hoje focado na redução de custos operacionais e pretende
ser uma alternativa económica cada vez mais viável às fontes fósseis. Com mais de 330 mil
turbinas eólicas em operação em todo o mundo, é uma área que tem sido muito atingida por
inspeções periódicas, já que os métodos tradicionais são inoperantes e dispendiosos.
A Pro-Drone surge com o objetivo de revolucionar a forma como são inspecionadas as pás
de turbinas eólicas, através da alavancagem de métodos de automação e controlo de
veículos aéreos não-tripulados (por exemplo, os drones), em conjunto com o processamento
de dados na cloud.
O drone permite ver o ambiente que o rodeia, identificar a pá a ser inspecionada e
posicionar-se autonomamente numa ótima localização, transformando o processo de
inspeção num método robusto, seguro e repetível.
Esta nova tecnologia pode ser aplicada para a inspecionar qualquer outra estrutura vertical
tal como pontes, edifícios, chaminés, torres de transmissão, entre muitos outros.
Na edição de 2016 do NOVO BANCO Concurso Nacional de Inovação recebeu 30 projetos,
nas áreas de ‘Processes Industriais’, ‘Saúde’ e ‘Tecnologias de Informação e Serviços’. Para
além do projeto vencedor, foram ainda atribuídos dois prémios aos vencedores setoriais.

Uromonitor – teste não invasivo do cancro da bexiga distinguido na categoria de
‘saúde’
O Uromonitor é um ensaio ultrassensível que, através de uma amostra de urina obtida de
forma fácil e conveniente de forma totalmente não invasiva, deteta mutações genéticas
altamente específicas do cancro da bexiga. Este novo método traz uma significativa redução
de custos ao sistema de saúde.
A equipa de investigadores do Ipatimup e do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde
(i3S) teve como missão melhorar a qualidade de vida dos doentes com cancro da bexiga e
ajudar o sistema de saúde a lidar com os elevados custos associados ao dia-a-dia desta
doença.
Este teste responde a uma necessidade real, é inovador e tem grandes vantagens
competitivas. Já está a ser validado em centros de referência em Urologia em Portugal e na
Europa.

HOPI premiado na categoria de ‘Tecnologias de Informação e Serviços’
É uma nova plataforma web para a digitalização dos processos clínicos hospitalares
aplicada à veterinária. Com um sistema poderoso de auditoria, o HOPI permite um
acompanhamento do veterinário no planeamento e execução de um internamento, além de
auxiliar na monitorização e posterior relato dos tratamentos, otimizando os processos e
potenciando a maximização das receitas através de um registo mais detalhado de custos.
Iniciativa já atribuiu 3,340 milhões de euros para inovação

O NOVO BANCO Concurso Nacional de Inovação tem como principais objetivos premiar a
excelência na investigação, contribuir para uma economia mais competitiva, bem como
promover e estimular uma cultura empresarial orientada para a inovação. A existência de
categorias setoriais e a parceria com entidades de maior relevo na área da Ciência,
Tecnologia e Inovação a nível nacional são os principais diferenciadores desta iniciativa.
Entre os parceiros desta iniciativa, destacam-se a Fundação para a Ciência e Tecnologia, a
COTEC, a Tecmaia, o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, a APBA
(Associação Portuguesa de Business Angels), e nove das mais representativas e reputadas
universidades do país.
A estrutura dos prémios envolve o seu valor pecuniário, no valor de 15 mil euros, e o
financiamento da patente, no montante de 10 mil euros, num total de 25 mil euros. O
vencedor do Concurso recebe um prémio complementar de 15 mil euros.
As doze edições do NOVO BANCO Concurso Nacional de Inovação totalizam 1.663 projetos
a concurso e foram atribuídos 3,340 milhões de euros em prémios nos vários setores,
alguns dos quais são hoje verdadeiros casos de sucesso empresarial, como a BERD, a
Medbone e a Feedzai.

Publicado em NOVO BANCO.